Ubuntu 10.04 LTS – Lucid Lynx com nova identidade visual

A Canonical prepara um novo branding para o lançamento do Ubuntu 10.04 LTS (vulgarmente conhecido como Lucid Lynx para os mais geeks). Os planos completos do novo branding podem ser encontrados aqui: https://wiki.ubuntu.com/Brand

O novo logotipo pode ser visto no topo deste post. A meu ver é bastante atraente e elegante. Um pouco mais simples e limpo que o actual. Leva nota positiva 😉 Para além deste logótipo há outras variantes que podem ver no link já indicado.

Depois passamos para o bootscreen:

Clique Aqui para Visualizar

Segue naturalmente o logotipo principal contando com uma progress bar desenhada em pontos suaves. Penso que tem mais identidade do que o que se via nas versões anteriores. Veremos se é para manter por várias versões de forma a definir a sua “presença” no arranque dos computadores.

Mas tudo isto é pacífico. O que naturalmente chama mais à atenção é o novo tema default do GNOME:

Clique Aqui para ver o tema claro

Clique Aqui para ver o tema escuro

Ainda não se sabe se o default vai ser o claro ou escuro (preferia o claro para default). Os temas parecem-me agradáveis e no geral mais cuidados do que o tema até então. No entanto, não gosto nada da posição dos botões de controlo da janela do lado esquerdo (nem do design dos botões em si). Parece que copiaram o Mac OS X nesse aspecto. E ainda temos os ícones da status bar que fazem lembrar um pouco os do sistema operativo da Apple (especialmente o do wireless faz-me lembrar o ícone do AirPort). Também não aprecio muito a côr das tooltips mas acho que se pode viver com isso, aliás se não gostar mudasse o tema num ápice.

Mas veremos como é que isto está na beta. Quero ver se testo para poder dizer melhor o que acho. Para já parece melhor, apesar da falta de originalidade nos elementos referidos, mas uma coisa é olhar outra é usar.

Indo um pouco além do branding esta nova release do Ubuntu é LTS, isto é, Long Term Support. Por isso será suportada pela Canonical por 3 anos em Desktop 5 anos em Server. Tirando estas novidades penso que a maioria das novidades advirão dos updates aos pacotes dos diferentes componentes/aplicações (por exemplo, o kernel será o 2.6.32 e o GNOME será a 2.30).

Leave a Reply