Google processado devido a instruções de navegação

“Apenas duas coisas são infinitas: O Universo, e a estupidez humana. E eu ainda não estou complemente convencido acerca do universo.”, Albert Einstein.

Esta frase ilustra bem, o grau de idiotice que assola determinadas pessoas neste mundo. Caso concreto, Lauren Rosenberg que segundo consta no processo que está a mover contra o Google, foi “atropelada por um carro por causa das más direcções que o Google Maps lhe deu”. What the f…?

Ao seguir (cegamente) as instruções dadas pelo Google Maps no seu blackberry, a Sra. Rosenberg chegou a “Deer Valley Drive”, e o que ela pensou ser uma rua normal, era na verdade uma auto-estrada. Mas enganem-se se isso seria razão suficiente para a senhora pensar que algo estava mal. Não, ela continuou alegremente no seu caminho e o “inevitável” aconteceu. Foi atropelada. E agora está a pedir USD$100.000 de indemnização por danos físicos, alegando que foi por culpa do Google Maps que ela foi atropelada, não a avisando que estava a ir por um caminho que não era pedestre.

Qualquer pessoa que já usou o Google Maps sabe que este “diz” claramente (e perdoem-me estar em inglês):
Walking directions are in beta. Use caution – This route may be missing sidewalks or pedestrian paths.. huh…hellooo?

Einstein estava certo. Há que dizê-lo.

SW, out.

Source: https://www.revolucaodigital.net/2010/06/01/google-processado-navegacao/

No comments… “Amaricanos” rulam!!

Leave a Reply